Concessionárias Chevrolet

A ideia da Chevrolet era gerar vendas para as concessionárias, ainda que
dispersas entre eles. Portanto, durante o agendamento do serviço, um
proprietário do carro registraria duas concessionárias: uma onde o carro foi
comprado e o outro onde estava sendo atendido (geralmente mais próximo da
casa do cliente ou escritório). Se uma concessionária perdesse a venda,
acabariam recebendo a manutenção de qualquer maneira. Isso foi
fundamentalmente um problema de visão. Concessionárias no Brasil olham o
negócio como venda de carros, não venda de automóveis peças e serviços. A
noção de que uma concessionária aceita um cliente porque o primeiro serviço é
grátis é um dos fatores que mais prejudica a imagem do pós-venda.
É inexplicavelmente difícil convencer revendedores que eles têm um enorme
potencial para atender não apenas clientes que compraram carros deles, mas
também aqueles que vivem ou trabalham nas proximidades.
A descentralização do banco de dados permitiria que todos eles ganhassem com
um aumento geral de dados. Fazer eles entendem que esse novo negócio e
modelo integrado foi um desafio ainda maior do que criar a própria tecnologia.
No final, a educação do revendedor e programas de treinamento derrubaram as
barreiras porque eles entenderam que enquanto os clientes dos veículos
Chevrolet, o revendedor precisa manter um relacionamento com eles para
alcançar a fidelidade. Comprar carro chevrolet

Leave a Reply

Your email address will not be published.